Processos > B1-B Lancer

B1-B Lancer --- Processos

Traduzido por BabelFish

< B-2 Spirit
EF 2000 >

B1-B Lancer

Sucessor designado do mythique bombardeiro B-52 Stratofortress do Strategic Ar Mandatório, o bombardeiro à geometria variável B-1 Lançar (lanceiro) conheceu um desenvolvimento longo e contrastado. Concebido no fim anos 60 pela firma North American, foi retido em 1970 para o programa de bombardeiro pilotado estratégico AMSA (Advanced Manned Strategic Aircraft) chamado a tomar a sequência do defunto programa de bombardeiro supersónico B-70 Valkyrie na Tríade nuclear americana. Tratava-se, à época, de construir um bombardeiro estratégico volant Mach 2 em altitude e Mach 1,2 a nível do mar. Quatro B -1A experimentais foi construído a partir de 1974. mas o lançamento em série deste bombardeiro B-1A foi parado semi1977, devido à uma forte derivação do custo do programa.
Foi relançado seguidamente pela administração Reagan em 1981, sob uma forma um tanto diferente e sobretudo muito menos ambiciosa, a fim de opôr os bombardeiros estratégicos soviéticos Tu-160 Blackjack. A versão B-1B, concebida por Rockwell, o sucessor de North American, primeiro tem visto os seus quatro motores alterar e as suas capacidades supersónicas reduzidas de metade. Redefinido para realizar missões de bombardeamento nuclear e convencional à baixa altitude sob a cobertura dos radares soviéticos, o avião actual é mais pesado, menos rápido, mas mais discreto.


B1-B Lancer O fim da energia nuclear
em 1981, o Pentágono obteve do governo de passar uma encomenda total de 100 B-1B - cindido em cinco fracções de respectivamente 1,.7,.10,.34 e 48 aparelhos - devendo ser entregue antes da aposta em produção do ATB (o futuro B-2). Primeiro o B-1B efectuou o seu voo inaugural em Outubro de 1984 e os primeiros exemplares foram entregues ao 96e Bomb Wing de Dyess AFB (Texas), em Junho de 1985. Este esquadrão foi declarado atrasado operacional quinze meses, 1 "Outubro de 1986. menos de dois anos atrasado, Rockwell entregava do centésimo e último B -1B à EUA Força aérea e, fim 1988, a produção deste bombardeiro definitivamente era parada posterior o ritmo atingiu um bombardeiro por semana!
" Em serviço, o B -1B Lançar equipou quatro esquadrões USAF de vocação nuclear. Desde a dissolução do SACO (Strategic Ar Mandatório) em 1991, estes bombardeiros foram transferidos ao Ar Combate Mandatório e uma dezena entre eles equipa desde 1996 o 184e Bomb Group do Ar Nacional Guard Kansas, uma unidade de réservistes.
Primeiro armados antes de mais nada para a missão nuclear estratégica, o B-1B hoje é utilizado exclusivamente para o bombardeamento clássico.


B1-B Lancer Uma formidável máquina de guerra
ainda que os desempenhos em cruzeiro do B-1B à média altitude são prejudicados por uma carga alar muito elevada e um relatório peso- acentuados desfavorável sem pós-combustão, este bombardeiro é formidável uma máquina de guerra capaz emporter até à 50 t de munições repartidas nos seus três porões e os seus pontos de evacuação alares.
O levado a efeito por uma tripulação de quatro homens (dois pilotos e dois operadores sistema de arma), B-1B pode, graças ao seu radar balayage electrónico Westinghouse APQ164, voar em cego em modo "seguido de terreno" à uma velocidade próxima de 1.000 km/h e menos de 100 m de altitude. Beneficia também de medidas defensivas electrónicas muito potentes reunido em redor do ALQ161 de ALHO.
O B-1B teve o seu baptismo do fogo dez anos após o acórdão da produção. Era em Dezembro de 1998, aquando da operação "Desert Fox" contra o Iraque. Foram comprometidos seguidamente na operação "Força Combinada" ao Kosovo em 1999. em Março de 2003, o B-1B lançar, opèrant a partir do Omã, são voltados no Iraque onde lançaram dezenas de mísseis de cruzeiro.


Hechas descubrir este lugar

©2000-2019 Olivier
todos os direitos reservados
CNIL : 844304

174 messages dans le Livre d'or.
854 commentaires vidéos.
O número máximo de usuários on-line : 127 em 27 Septembre 2007 à 22:02:33
-- 16 visitantes --

Version Mobile Tweeter Partagez moi sur Viadeo Partagez moi sur Facebook
FR EN DE IT SP PO NL